Pular para o conteúdo principal

"Stormy Weather" (by the PIXIES) - short horror video



Bem, enquanto gravava o seriado Israelense Malabi Express, um dos atores que também é diretor, o Yuval Segev, fez um vídeo de comédia onde eu sou um assassino em série de pessoas na ilha de Morro de São Paulo - BA. É engraçado como ficou o resultado disso. A forma como algumas coisas acontecem são verdadeiramente surpreendentes!



Publicado em 04/07/2013
Music-"Stormy Weather" by The PIXIES
Actor and inspiration-Lucival Almeida
Director-Yuval Segev
Producers-Yuval segev, Shani Fisher
Co Actors-
A sweet guy from the streets of Morro de Sao Paulo, Brazil
Anat Pirsov
Rada Rezeda
Tabita Rezeda
Fernando Neves
Gwendel
Shani Fisher
Nelma Belchote
Yuval Segev




 

 


Postagens mais visitadas deste blog

Ecos do Porão - sobre datas, ingressos e lista amiga.

Ecos do Porão

Comédia dramática, 75 minutos, 12 anos. Sábados de Outubro (01,08,15,22,29) às 19h.
Teatro Paiol Cultural - Rua Amaral Gurgel, 164, SP
Próximo estações Santa Cecília e República.  Você que faz parte da minha rede de amigos e vai ter a decência de me prestigiar me chama inbox no facebook ou no twitter ou no instagram que falamos sobre o valor da lista amiga ;) Se preferir comprar online você pode comprar clicando AQUI Ou pode comprar diretamente na bilheteria. Mas corre ein?!
Sinopse: Misturando elementos do Teatro do Absurdo e Realismo, o espetáculo narra, sem caricaturas ou estereótipos, a história de Maurício, um jovem homossexual que, cansado da pressão dos pais e da sociedade, foge de casa e se esconde num porão de uma velha casa abandonada. Lá encontra Leo, um perigoso traficante, que fugiu da prisão após ser detido acusado por participação no assassinato da própria mãe. O confinamento no porão faz despertar sentimentos nunca antes experimentados.



FIM DA LINHA

O Núcleo de Artes Cênicas do SESI AE Carvalho apresenta "Fim da Linha"


14 – Não recomendado para menores de 14 anos



Um suicídio no trilho do metrô interrompe o fluxo da cidade. Três narrativas se desenrolam a partir deste trágico e, ao mesmo tempo, cotidiano acontecimento. A peça se passa em dois planos: realidade e mitológico. No plano da realidade, uma pergunta feita por uma senhora solitária no metrô instaura uma reflexão: “o que leva um ser humano a fazer uma coisa dessas?”. Personagens socialmente despidos de suas humanidades (dois mendigos e uma mulher de rua esquizofrênica), amigos e parentes do suicida tentam recontar o que poderia ter acontecido. No plano mitológico, um coro grego dialoga com essa história, resgatando, por meio de sua forma, a tragédia esquecida em um mundo onde vida e morte são constantemente banalizados. A peça é uma reflexão sobre a experiência de estar vivo e a origem das nossas tragédias.

Drama, adulto, 70min



Direção: Martha Dias/ Dramaturgia:…

Fotografia

Finalmente resolvi fazer a minha página de trabalhos de fotografia no facebook.
Uma luz de um amigo me deu coragem.
Quem quiser acompanhar, só da um "joinha" lá.

"Mui agradicido"

facebook.com/lucival.almeida.fotografia